Exercícios de Biologia - Grupos Sanguíneos (resolvidos)

|



Exercícios de Biologia sobre grupos sanguíneos ( 10 questões resolvidas). No Final da postagem você encontra um pequeno resumo do conteúdo para melhorar suas informações e auxiliar na realização dos exercícios. Além disso você pode contratar uma aula individual com um de nossos professores especializados em vestibular pelo email sovestibular@gmail.com. Bom trabalho!!! ;)


01.  Na presença de aglutinina correspondente, as hemácias que contêm o aglutinogênio se aglutinam. Pode-se dessa forma, determinar o grupo sangüíneo do sistema ABO a que pertencem os indivíduos. Foi testado o sangue de dois indivíduos (I e II) com os soros-padrão anti-A e anti-B, obtendo-se os seguintes resultados:
 
                                               
 
A que grupos sangüíneos pertencem, respectivamente, os indivíduos I e II?
 
Resolução: I é do grupo B; II pertence ao grupo O.
 
02. Por que o indivíduo do grupo O pode doar seu sangue a qualquer pessoa? Por que uma pessoa do grupo AB pode receber sangue de qualquer tipo?
 
Resolução: O é doador universal por não apresentar aglutinogênios nas hemácias.
                    AB é receptor universal por não possuir aglutininas no plasma.
 
03. (FUVEST) Um homem do grupo sangüíneo AB é casado com uma mulher cujos avós paternos e maternos pertencem ao grupo sangüíneo O. Esse casal poderá ter apenas descendentes:
 
a) do grupo O;
b) do grupo AB;
c) dos grupos AB e O;
d) dos grupos A e B;
e) dos grupos A, B e AB.
 
Resposta: D
 
04. (FUVEST) Um banco de sangue possui 5 litros de sangue tipo AB, 3 litros tipo A, 8 litros tipo B e 2 litros tipo O. Para transfusões em indivíduos dos tipos O, A, B e AB estão disponíveis, respectivamente:
 
a) 2, 5, 10 e 18 litros;
b) 2, 3, 5 e 8 litros;
c) 2, 3, 8 e 16 litros;
d) 18, 8, 13 e 5 litros;
e) 7, 5, 10 e 11 litros.
 
Resposta: A
 
05. (PUC) Dois caracteres com segregação independente foram analisados em uma família: grupos sangüíneos do sistema ABO e miopia. A partir dessa análise, obtiveram os seguintes dados:

      I   – 1, 2 e 3 pertencem ao grupo O.
      II  – 4 pertence ao grupo AB.
      III – 4 e 5 são míopes.

  
 
    Qual a probabilidade de o casal 5 e 6 ter uma criança do grupo sangüíneo O e míope?

a) 1 / 16
b) 1 / 8
c) 1 / 4
d) 1 / 2
e) 3 / 4
 
Resposta: C
 
06.  Como se forma o anti-Rh no corpo humano?
 
Resolução: O anti-Rh é produzido nos organismos Rh negativos que recebem, injetado, sangue Rh+.
 
07. Uma mulher que nunca recebeu transfusão sangüínea teve três filhos. O primeiro e o terceiro nasceram normais e o segundo, com eritroblastose fetal. Quais são os fenótipos e os genótipos para o fator Rh dos indivíduos acima citados?
 
Resolução: Mulher Rh- (rr); marido Rh+ (Rr); 1° filho Rh+ (Rr); 2º filho Rh+ (Rr); 3º filho Rh- (rr).
 
08. (FEI) Para que haja possibilidade de ocorrência de eritroblastose fetal (doença hemolítica do recém-nascido), é preciso que o pai, a mãe e o filho tenham, respectivamente, os tipos sangüíneos:
 
a) Rh+, Rh-, Rh+
b) Rh+, Rh-, Rh-
c) Rh+, Rh+, Rh+
d) Rh+, Rh+, Rh-
e) Rh-, Rh+, Rh+
 
Resposta: A
 
09. (MACK) Um indivíduo de tipo sangüíneo O, Rh-, filho de pais tipo sangüíneo A, Rh+, pretende se casar com uma jovem de tipo sangüíneo A, Rh-, filha de pai de tipo sangüíneo O, Rh- e mãe AB, Rh+. A probabilidade de o casal ter filhos com o mesmo fenótipo do pai será:
 
a) 1/4
b) 1/2
c) 1/3
d) 1/8
e) 1/16
 
Resposta: B
 
10. (FATEC) Um casal cujo filho é do grupo sangüíneo A, com fator Rh positivo, pode ter os seguintes genótipos:
 
      a) |A|B Rhrh e |B|B rhrh
      b) |A|A rhrh e |B|B RhRh
      c) |B| Rhrh e ii rhrh
      d) |B|B rhrh e |A|B RhRh
      e) |A|B rhrh e ii Rhrh
 
Resposta: E

Lembretes de Auxílio:

Grupo sanguíneo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Distribuição dos principais tipos sanguíneos na população mundial.


Os grupos sanguíneos ou tipos sanguíneos foram descobertos no início do século XX (cerca de 1900 - 1901), quando o cientista austríaco Karl Landsteiner se dedicou a comprovar que havia diferenças no sangue de diversos indivíduos. Ele colheu amostras de sangue de diversas pessoas, isolou os glóbulos vermelhos (hemácias) e fez diferentes combinações entre plasma e hemácias, tendo como resultado a presença de aglutinação dos glóbulos em alguns casos, e sua ausência em outros. Landsteiner explicou então por que algumas pessoas morriam depois de transfusões de sangue e outras não. Em 1930 ele ganhou o Prêmio Nobel por esse trabalho.
Os tipos sanguíneos são determinados pela presença, na superfície das hemácias, de antígenos que podem ser de natureza bioquímica variada, podendo ser compostos por carboidratos, lipídeos, proteínas ou uma mistura desses compostos. Estes antígenos eritrocitários são independentes do Complexo principal de histocompatibilidade (HLA), o qual determina a histocompatibilidade humana e é importante nos transplantes.

Importância

Cada indivíduo possui um conjunto diferente de antígenos eritrocitários, e por seu número --- existem hoje cerca de 27 sistemas antigênicos conhecidos, mais alguns antígenos diferenciados que ainda não foram atribuídos a nenhum sistema específico --- é difícil (se não impossível) encontrar dois indivíduos de mesma composição antigênica. Daí a possibilidade da presença, no soro, de anticorpos específicos (dirigidos contra os antígenos que cada indivíduo não possui), o que resulta na aglutinação ou hemólise quando ocorre uma transfusão incompatível (ou, em determinações laboratoriais, quando se fazem reagir soros específicos com os antígenos correspondentes presentes nas hemácias). Diferentes sistêmas antigênicos se caracterizam por induzir a formação de anticorpos em intensidades diferentes; além do que, alguns são mais comuns e outros, mais raros. Estes dois fatos associados determinam a importância clínica de cada sistema.
Os sistemas antigênicos considerados mais importantes são o sistema ABO e o Sistema Rh. Estes são os sistemas mais comumente relacionados às temidas reações transfusionais hemolíticas. Reações contra antígenos eritrocitários também podem causar a Doença Hemolítica do Recém-nascido,causada pelo fator Rh+ do pai e da criança e o Rh - da mãe - (DHRN ou Eritroblastose Fetal), cuja causa geralmente (mas não sempre) se associa a diferenças antigênicas relacionadas ao Sistema Rh.
A determinação dos grupos sanguíneos tem importância em várias ciências:
  • Em Hemoterapia, torna-se necessário estudar pelo menos alguns desses sistemas em cada indivíduo para garantir o sucesso das transfusões. Assim, antes de toda transfusão eletiva, é necessário se determinar, pelo menos, a tipagem ABO e Rh do doador e do receptor.
  • Em ginecologia/obstetrícia e neonatologia, é possível se diagnosticar a DHRN através do seu estudo, adotando-se medidas preventivas e curativas.
  • Em Antropologia, é possível estudar diversas raças e suas interrelações evolutivas, através da análise da distribuição populacional dos diversos antígenos, determinando sua predominância em cada raça humana e fazendo-se comparações.
  • Em Medicina legal, é possível se determinar, por exemplo, o tipo sanguíneo de um criminoso a partir de material colhido na cena do crime, auxiliando na investigação criminal.

Terminologia e uso

Alguns termos utilizados no que se referem à tipagem sanguínea são ambíguos ou pouco conhecidos.
  • A determinação, em laboratório, da tipagem quanto aos sistemas ABO e Rh é rotineiramente realizada em um procedimento único. A melhor maneira de se referir a este procedimento e a seu resultado é Tipagem sanguínea (ABO e Rh). Entretanto a simplicidade consagrou o uso da palavra tipagem para se referir aos dois sistemas.
  • Quando necessária a distinção, convencionou-se utilizar respectivamente as expressões grupo ABO e Fator Rh. Estas designações, contudo, não são unânimes.
  • Geralmente usam-se os termos aglutininas para se referir aos anticorpos e aglutinógenos para se referir os antígenos.
  • Um estudo mais aprofundado do sistema ABO determinou a presença de variedades antigênicas ou subgrupos. Estes podem ser designados, por exemplo, A1, A2 ou Bx.
  • Historicamente, a classificação de Landsteiner previa os grupos A, B e O; o grupo AB foi posteriormente descoberto (1902, von Decastello e Sturli). No entanto, em inobservância à tradição, alguns autores falam em grupo 0 ("zero"). Esta designação é incorreta, pois assume que os pacientes do grupo O não apresentam aglutininas em suas hemácias (na verdade, os pacientes do grupo O apresentam em todas as suas hemácias a aglutinina H, exceção feita ao raríssimo fenótipo OBombay --- o qual não apresenta aglutininas para o sistema ABO).
  • Estudos determinaram que o sistema Rh apresenta certa complexidade genética, além de variações qualitativas e quantitativas em sua expressão. Assim, são usadas as seguintes designações:
    • O termo Rh Fraco substituiu a designação Du. Este termo representa uma variação quantitativa na expressão do antígeno D.
    • O termo Rhnull designa uma condição rara, em que os antígenos do sistema Rh estão completamente ausentes.
    • O termo "CDE" designa a determinação, recomendada para os pacientes Rh negativos, de outros antígenos menos freqüentes do sistema Rh. Assim, fala-se em Rh negativo ou Rh negativo, CDE positivo.
  • Em alguns casos, pode ser necessária a determinação mais detalhada dos antígenos dos sistemas ABO e Rh, e/ou a determinação de antígenos pertencentes a outros sistemas antigênicos. Esta determinação é geralmente denominada fenotipagem.
  • Da combinação entre o Sistema ABO e Fator Rh, podemos encontrar os chamados doador universal (O negativo) e receptor universal (AB positivo).
  • Entretanto, normalmente se faz a transfusão isogrupo (doador e receptor de mesma tipagem ABO e Rh) em preferência à doação heterogrupo (tipos diferentes).

Compatibilidade dos glóbulos vermelhos

  • Grupo sanguíneo AB: Indivíduos têm tanto antígenos A quanto B na superfície de suas RBCs, e o soro sanguíneo deles não contem quaisquer anticorpos dos antígenos A ou B. Assim, alguém com tipo de sangue AB pode receber sangue de qualquer grupo (com AB preferível), mas só pode doar sangue para outros com o tipo AB.
  • Grupo sanguíneo A: Indivíduos têm o antígeno A na superfície de suas RBCs, e o soro sanguíneo contido na Imunoglobulina M são anticorpos contra o antígeno B. Assim, uma pessoa do grupo A pode receber sangue só de pessoas dos grupos A ou O (com A preferível), e só pode doar sangue para indivíduos com o tipo A ou AB.
  • Grupo sanguíneo B: Indivíduos têm o antígeno B na superfície de seus RBCs, e o soro sanguíneo contido na Imunoglobulina M são anticorpos contra o antígeno A. Assim, alguém do grupo B pode receber sangue só de indivíduos de grupos B ou O (com B preferível), e pode doar sangue para indivíduos com o tipo B ou AB.
  • Grupo sanguíneo O (ou grupo sanguíneo zero em alguns países): Indivíduos não possuem antígenos nem A ou B na superfície de suas RBCs, mas o soro sanguíneo deles contêm Imunoglobulina M com anticorpos anti-A e anti-B contra os grupos antígenos A e B. Portanto, alguém do grupo O pode receber sangue só de alguém do grupo O, mas pode doar sangue para pessoas com qualquer grupo ABO (ou seja, A, B, O ou AB). Se qualquer um precisar de uma transfusão de sangue em uma emergência, e se o tempo necessário para processar o recebedor do sangue causaria um atraso prejudicial, o sangue O- (O Negativo) pode ser emitido.
Diagrama mostrando a compatibilidade entre os tipos sanguíneos
Além de doar para o mesmo grupo sanguíneo; doadores de sangue tipo O podem doar para A, B e AB; doadores de sangue dos tipos A e B podem doar a AB.
Tabela de compatibilidade de células de glóbulos vermelhos
Recebedor[1] Doador[1]

O− O+ A− A+ B− B+ AB− AB+
O− Sim






O+ Sim Sim





A− Sim
Sim




A+ Sim Sim Sim Sim



B− Sim


Sim


B+ Sim Sim

Sim Sim

AB− Sim
Sim
Sim
Sim
AB+ Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim
Nota da tabela
1. Pressupõe ausência de anticorpos atípicos que causaria uma incompatibilidade entre doador e receptor de sangue, como é habitual em sangues selecionados por cruzamentos apropriados.



Tabela de compatibilidade de plasma:
Recebedor Doador[1]

O A B AB
O Sim Sim Sim Sim
A
Sim
Sim
B

Sim Sim
AB


Sim
Notas
1. Considerando ausência de fortes anticorpos atípicos em doadores de plasma


37 comentários:

POETA ZE DE LOLA disse...

PARABÉNS PELO BLOG: EU SOU ESTUDANTES E AGRADEÇO.

Liss Lole disse...

Muito bons, os exercícios!

Anônimo disse...

de boa os exercicios....de roxa

Anônimo disse...

de boa os exercícos oh.........de roxa

Anônimo disse...

nossa,muito bom mesmo,obrigada me ajudou muito.

Anônimo disse...

adorooo....bilogia vouentrar mais vezes

Anônimo disse...

gostei muito desses exercícios..........

Anônimo disse...

Postem mais exercicios sobre sistema ABO e Rh quando puderem. Me auxiliaram muito nos estudos além de serem muito interessantes. Obrigada.

Anônimo disse...

goostei demais! me ajudou bastante! obg *-*

ROMILDA RODRIGUES disse...

CARA TUDO QUE EU PRECISAVA EU AMO BIOLOGIA VOU ENTRA MAIS VEZES.KISES...................

Anônimo disse...

Fico muito bom essa explicação e os exercicio!!
agora eu só vo entra nesse site...

Anônimo disse...

muito bom, vai me ajudar muito na prova, obrigado

Anônimo disse...

Sem comentários esse site não tem oque falar de tão bom que é...
Me ajudou muito na prova,alem da explicação tem os exercicios...
valeu demais!!!

Anônimo disse...

ameiiiiii

Anônimo disse...

Me ajudou muito!Me ajudou muito!

Anônimo disse...

oi goste muito dos exercicios ameiiii pq adoro biologia

Anônimo disse...

Explicaçao bacana me ajudou a estudar pra prova

Anônimo disse...

Muito bom vai me ajuda paras povras do segundo bimestre e para o vestibular

Anônimo disse...

Muito bom vai me ajuda para povra bimestral e para o vestibular.

Anônimo disse...

Eu acho isso muito util e está me ajudando muito.

Anônimo disse...

parabens coseguiram tirar as minhas duvidas

Anônimo disse...

me ajudou muito! Adooooro. vlw

Anônimo disse...

Parabéns pelos exercícios.Muito bons.

Anônimo disse...

Parabéns pelos exercícios.Muito bons.

Anônimo disse...

Parabéns pelos exercícios.Muito bons.

Anônimo disse...

Obrigada pela ajuda. Gostei muito, estava a ter um pouco de dificuldades.

Anônimo disse...

Muito bom o material postado. Parabéns! Gostraia que postassse mais exercícios. Obrigado.João

Anônimo disse...

queria imprimir, mas não consegui o que faço?

Anônimo disse...

muiiito bom msm,, valeu !!!

Anônimo disse...

muito bom msm vlw

Anônimo disse...

Exe site me ajudou bastante nas minhas dificuldades para resolver exercicios dos grupos sanguineos

Anônimo disse...

Não tenho certeza, mas acho que a resolução da primeira questão está errada.

Profª Denise disse...

A 1a questão está errada! O correto é indivíduo 1- grupo A e indivíduo II é AB!
Se aglutinou com o anti-A é por que o sangue do indivíduo veio com um antígeno A, o que fez com que reagisse...
E o II, veio com os dois antígenos, o que fez com que reagisse com os dois anticorpos dos soros já aplicados na lâmina. E esse indivíduo que tem os dois antígenos nas suas hemácias é um do grupo AB!

Anônimo disse...

muito bom gostei

Anônimo disse...

Muito barabéns............

Anônimo disse...

Min ajudou muito

Anônimo disse...

adorei

Postar um comentário

 

©2009 Só Vestibular | Template Blue by TNB